11/02/2020

Como entender as informações da vara de pesca – equipamento certo para a pescaria certa

Como entender as informações da vara de pesca – equipamento certo para a pescaria certa

Como todo equipamento técnico, as varinhas de pescaria evoluíram muito na sua construção, tanto em materiais como em qualidade, e normalmente as varinhas de pescaria vem com inscrições importantes que ninguém sabe ler.

Neste artigo vamos ensinar como entender as especificações técnicas das varas de pescaria.

Propósito e composição da vara

Como de costume, vale começar este artigo relembrando que existe uma infinidade de tipos, medidas e usos diferentes nas varas de pescaria, e essas diferenças não acontecem à toa – cada tipo de vara serve para um tipo específico de pescaria e faz par com tipos específicos de equipamentos.

A composição básica das varas de pescaria é:

  • Espaçadores ou anéis – utilizados nas varas de molinetes e carretilhas, tanto em modelos telescópicos como em modelos fixos ou bi-partidos, estes anéis conduzem a linha do equipamento de carretilha ou molinete até a extremidade da vara.
  • Alma da vara – A alma da vara, ou o corpo da vara é a varinha pelada, sem seus espaçadores e acessórios, e existem alguns tipos diferentes de materiais utilizados, alguns naturais como o bambu, e outros produtos de fabricação, como o carbono e a fibra de vidro, sendo destes o carbono considerado o mais resistente e mais nobre, e também pode ser composta por um mix dos dois elementos.
  • Switch ou jacaré – é o acessório que prende o molinete ou carretilha na vara, garantindo o seu melhor funcionamento.
  • Cabo – é o ponto de apoio para as mãos do pescador, que pode ser feito de cortiça, EVA ou borracha, variando de acordo com a preferência do pescador.

Como ler as informações da vara de pesca

As inscrições da vara de pesca são importantes para determinar o tipo de material, uso da vara e tipo de pescaria para a qual ela deve ser usada, vamos explorar as informações principais das varas.

Lembrando que a maior parte das varas de pesca é elaborada fora do Brasil, ou seja é um fruto de importação para o nosso País, e tem as informações em inglês, então vamos traduzir as informações da melhor forma possível.

Lenght ou comprimento – Diz respeito ao tamanho da vara, normalmente sendo marcado pela unidade de medida de pés – então, por exemplo, uma vara de 5,6’ de comprimento tem 1,70m de comprimento total.

A relação de tamanho é de 30,48 centímetros ou 12 polegadas = um pé de extensão

Action ou ação – é a informação sobre o tipo de ação da vara, podendo ser entendida como uma vara de ação rápida, média ou lenta, e esta informação não está conectada com a potência da vara, mas sim com o quanto a vara flet, ou verga.

As varas de ação rápida flet menos que a vara de ação lenta, e vai variar de acordo com a sensibilidade que a pescaria necessita.

Quanto mais lenta a vara, mais verga ela exerce e mais lento é o seu movimento, e quanto mais rápida for a vara, mais rígido será o seu corpo, e então ela terá uma resposta mais firme na fisgada.

As variações podem ser de Extra-rápida, rápida, moderada e média-lenta, lenta.

CW ou Casting Weight – é a informação de quanto peso a vara consegue arremessar, medido em gramas, então uma vara com, por exemplo, um casting de 10-40, significa que ela é ideal para arremessos de iscas com 10 à 40 gramas.

Então, se a isca for mais leve que isso, você terá dificuldades no arremesso, e se a isca pesar mais que o casting suportado existe o risco de quebrar a vara, pois ela não vai aguentar o peso da isca na sua extremidade.

Essa informação diz respeito apenas ao arremesso da isca, e não em relação ao peso suportado pela vara.

LW ou lifting Weight – essa informação diz respeito ao peso do pescado que a vara consegue suportar sem quebrar, e normalmente é marcado em LB, que são libras. Essa informação se trata da potência da vara, também chamado de power ou libragem da vara.

A relação de medida é de 453,6 gramas = uma libra

Composição - Normalmente as varas ainda vem com a composição de materiais do equipamento, além do país de origem ou fabricação, e isso é importante para não comprar lebre por coelho.

As varas com mais carbono são mais nobres e mais caras, por ser um pouco mais leves, e isso gera menos fadiga nos braços ao arremessar continuamente, e a fibra de vidro é um material mais simples e mais acessível, sem deixar de ser tão durável quanto os outros materiais.

Conclusão

Como podemos imaginar que é bastante difícil fazer uma trilha na lama com uma Ferrari, a escolha do equipamento correto para cada tipo de pescaria faz toda a diferença no resultado que você terá.

Compartilhe conosco qual é a vara que você usa, e se você já testou diferentes equipamentos, adoramos a sua contribuição para ampliarmos o nosso conhecimento.